Cuidados a ter com os animais no Natal

As épocas festivas como o natal exigem cuidados acrescidos com os seus animais de estimação.

Para evitar problemas de alimentação, ingestão de corpos estranhos ou até envenenamento acidental, e consequente recurso ao veterinário, tenha em consideração os seguintes conselhos.

Cuidados a ter com o seu gato no Natal

gato-natal• O fascínio que a árvore de Natal exerce sobre os gatos é grande. Como felinos que são e gostando de trepar a árvore de natal, com luzes e bolas cintilantes, capta toda a sua atenção. Mas ela está cheia de perigos para os gatos.

• As árvores artificiais são mais seguras do que as naturais por causa das agulhas dos pinheiros. Os pinheiros naturais largam um cheiro intenso que chama a atenção do gato que muitas vezes engole as agulhas que, por serem pontiagudas e finas, são capazes de perfurar os órgãos internos do gato. O material das árvores artificiais pode também ser tóxico, mas não é geralmente tão perigoso como as agulhas naturais.

• Use um repelente para gatos na base da árvore para afastar o gato.

• Não coloque a árvore junto a móveis, cadeiras ou sofás que possam servir de rampa de lançamento para os gatos.

• Torne a árvore de Natal menos atrativa, utilizando uma decoração minimalista e que não baloice. Os enfeites na ponta dos ramos da árvore, sobretudo se balançarem, são irresistíveis para os gatos e rapidamente vêm parar ao chão.

• Os enfeites devem ser de materiais inquebráveis, tais como plástico, pois outros podem-se partir e ser perigosos tanto no chão, se pisados, como também se engolidos. Não utilize ganchos ou fios para segurar os enfeites, pois são perigosos, se engolidos.

• Os cabos das luzes de Natal devem estar bem longe do alcance dos seus gatos já que eles gostam bastante de os roer, sobretudo os gatinhos. Eles podem dar choque ou até eletrocutar um gato, por isso cubra-as com fita gomada ou fita-cola e cole-as devidamente ao chão.

• Se utilizar velas como ornamentação certifique-se que o seu gato não tem acesso a elas, pois são facilmente derrubadas, podendo originar incêndios bem como o gato pode queimar os bigodes, as patas, ou a cauda. As velas de cheiro ou incenso podem agravar/provocar alergias em animais.

• Fitas e fios que possam ser engolidos pelo gato, representam um perigo potencialmente fatal. Isto inclui os materiais com os quais embrulha os presentes. Mantenha-os sempre guardados num local seguro.

• As plantas típicas do Natal como o azevinho, são tóxicas para gatos, podendo provocar desde vómitos a diarreia e outros problemas mais graves.

• Lembre-se que o seu gatinho apenas pode comer a comida dele. Nesta época natalícia pode comprar-lhe uma ração diferente e especial, mas não lhe dê da sua comida. Os alimentos demasiado ricos, demasiado gordos ou demasiado temperados – ou qualquer coisa que o seu animal de estimação não esteja acostumado – podem provocar-lhe um problema intestinal. E os doces são absolutamente proibidos.

• O Natal é a época em que a família se reúne. Mas muitas pessoas juntas, gente desconhecida e barulho são coisas que vão deixar o seu gato muito agitado. O gato é um animal de hábitos rotineiros e, por isso opte por deixá-lo numa divisão quentinha e confortável com comida e água, longe do rebuliço da festa.

 

Cuidados a ter com o seu cão no Natal

cao-natal• Se vai receber muita gente em casa, é natural que o seu cão fique muito agitado por ver tanta gente. É importante que arranje um tempo para dar um passeio a pé com o seu cachorro. Desta forma, na altura do jantar ele estará mais calmo e não fará tanto alarido.

• Reserve uma divisão da casa para o seu cão. Deixe lá uma caminha fofinha para ele se poder retirar se assim o pretender.

• Dê o jantar ao seu cão ao mesmo tempo do vosso. Assim ele estará entretido com a sua própria comida e não vai pedir mais à mesa.

• Época especial, comida diferente. Compre uma comida diferente ou a sua ração preferida. O seu cão vai adorar. Nunca deve dar da sua comida ao cachorro, pois pode fazer-lhe mal. Os ossos da galinha ou perú podem constituir um perigo gravíssimo. Mesmo os ossos maiores do perú podem lascar-se, largando farpas através dos intestinos do animal. Se um perfurar, o resultado pode ser fatal.

• Antes de dar os seus doces natalícios ao seu animal de estimação, esteja ciente de que o chocolate é tóxico para os cães e pode ser mortal para o cachorro. Não se esqueça: a melhor cura é a prevenção. Mantenha os pratos dos doces fora do alcance do animal e resista à tentação de lhos dar.

• Se vai receber crianças em sua casa, deve avisá-las de que não podem magoar nem aborrecer o seu cachorro. Só podem brincar com ele e fazer-lhe algumas festinhas. Caso contrário ele pode ficar agitado.

• Não deixe espalhados os sacos e os papéis de embrulho depois de abrir os presentes. O seu cachorro pode cair na tentação de os roer e até mesmo engolir.

• Em determinados locais é tradição lançar fogo-de-artifício nesta altura. Se é o seu caso, mantenha o seu cão o mais longe possível disso. Os cães têm uma audição muito mais sensível do que a nossa e esse barulho pode deixá-lo muito assustado.

• No final da noite reserve um tempinho para o seu cão. Como passou toda a noite atarefado com os preparativos do jantar ele pode sentir-se posto de parte.

• Lembre-se que as plantas do Natal, como o azevinho, são tóxicas. Mantenha todas as plantas perigosas e enfeites de Natal fora do alcance dos seus animais de estimação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *