Como proteger o seu cão do frio

Ao contrário do que se possa pensar, os cães também têm frio apesar da camada de pelo que lhes cobre o corpo.

Algumas raças possuem, até, duas camadas de pelo, além de uma grossa camada de gordura sob a pele. Para esses cães, o frio não é um problema. Também os cães que habitam dentro de casa não sofrem tanto com o frio como os que ficam no exterior.

Mesmo assim, com a aproximação de temperaturas muito baixas é recomendável que tome alguns cuidados!

Cuidados que deve ter para proteger o seu animal do frio

As raças mais pequenas e de pelo raso devem usar agasalhos aconchegantes que garantam a proteção do pescoço, da barriga e que cheguem até ao topo da cauda.

O uso de capas de chuva pode parecer supérfluo para alguns, no entanto, animais idosos ou com problemas de coluna, agradecem. Os dias frios e chuvosos podem agudizar esses problemas.

O uso de botas evita que os cães queimem as patas na neve em países onde as temperaturas são muito baixas no inverno. As botas protegem, também, as patas da humidade, a maior causadora de dermatites.

Em casas aquecidas artificialmente, o cão deve ser escovado regularmente, para ajudar a proteger a pele e o pelo do ar seco.

Com o frio os cães tornam-se menos ativos e pode ser necessário reduzir a quantidade de ração para não engordarem.

O cão deve ficar num sítio da casa aconchegante e quente.

Não deve dar banho ao cão no inverno. Mas se for necessário, a pelagem deve ser bem seca e o cão deve ficar longe de correntes de ar.

Evite tosquiar o cão nos meses mais frios.

Proteger do frio os cães do exterior

Mesmo os cães que ficam no exterior devem, também, ser bem protegidos do frio.

Cães pequenos ou sem subpelo não devem passar as noites no exterior.

Todos os cães devem ter uma casota em local abrigado do frio e da chuva para que possam sair para comer e para se exercitarem.

A casota deve ser suficientemente grande para que ele possa virar-se e manter-se em pé dentro da casota, mas não maior do que isso, pois nas casotas demasiado grandes, o calor dispersa-se.

A casota deve ser colocada sobre um estrado para evitar que a água da chuva entre.

Cão no exterior com frio

Nos locais muito frios onde a água pode gelar, os cães devem ter acesso constante a água própria para beber, sob o risco de sofrer de desidratação.

Os cães no exterior podem necessitar de uma maior dose de alimentos para se manterem quentes.

Um cachorrinho não deve ser deixado no exterior no tempo frio, pois tem mais dificuldade que um adulto em manter o corpo quente.

Um cão de exterior não deve ser tosquiado nos meses frios.

Se achar que o seu cão está desconfortável no exterior, traga-o para dentro de casa.

Deve continuar a passear o seu cão durante o inverno.

Não deixe o cão dentro do carro por longos períodos de tempo. Enquanto no verão ele se torna um forno, no inverno facilmente funciona como arca frigorífica.

Fotografia por Marek Szturc

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *